Segurança: Romero Rocca cobra rondas ostensivas nos bairros de Charqueada

A fim de inibir casos recorrentes de roubo e furto no município, vereador reivindica, novamente, medidas para reforçar a segurança na cidade, sobretudo, nos bairros mais distantes do Centro

Publicado em: 13 de setembro de 2018

A segurança pública em Charqueada foi mais uma vez debatida pelo vereador Romero Rocca (PSDB) na Câmara Municipal. Na 23ª Sessão Ordinária, realizada nesta terça-feira (11), o parlamentar ocupou a tribuna livre para cobrar a realização de rondas ostensivas nas ruas do município, sobretudo, nos bairros mais distantes do Centro da cidade, como o Paraisolândia, onde ocorreu recentemente mais um caso de roubo e furto, segundo Rocca.

 

“Se não tomarmos alguma ação não vamos sanar esses problemas. A ronda ostensiva que a gente pede não está acontecendo nos bairros. Vemos a polícia fazer bastante comando, não que não seja importante, mas não existe só esse tipo de trabalho. É importante também a realização das rondas”, afirmou o parlamentar. “A polícia parada não chega nos bairros, ela não dá segurança para as pessoas que moram mais distantes do Centro, então precisa rodar. A Guarda Municipal também, que fica praticamente o dia todo na praça. A gente tem que colocar um guarda municipal na praça e o outro usa a viatura para rodar, circular, intimidar meliante”, acrescentou.

 

Paralelo ao trabalho das rondas Romero Rocca também ressalta a necessidade de investimentos em tecnologia, como câmeras de monitoramento, ação já reivindicada em outras ocasiões pelo vereador. “Precisamos reativar as câmeras de monitoramento, colocar câmeras também nos bairros afastados para controlar quem entra e quem sai. No caso do Paraisolândia (roubo e furto) com certeza agora nós conseguiríamos ter imagens e iniciar uma investigação de sucesso, para identificar quem foi, para dar a sensação de segurança aos moradores. Agora o bairro já é afastado, a viatura não passa, não tem monitoramento, vira alvo fácil. A bandidagem está cada vez mais 'deitando e rolando' aqui. Temos que fazer a nossa parte; vamos convocar reuniões, falar com a polícia, vamos cobrar juntos aqui do prefeito uma ação em relação a esses monitoramentos”, ressaltou.

 

 


Publicado por: Alinne Schmidt

Cadastre-se e receba notícias em seu email