Tribuna livre: Professora Roberta De Latorre fala sobre o projeto Corrente do Bem

Ação, que envolveu pais de alunos da EMEB Braz Giuseppe Fedrigo e professores, promoveu a pintura de salas de aula visando ao bem-estar dos estudantes e educadores

Publicado em: 27 de março de 2019

Na 6ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Charqueada, realizada na noite desta terça-feira (26), a professora Roberta De Latorre ocupou a tribuna livre com a finalidade de apresentar o projeto Corrente do Bem - desenvolvido até o momento na EMEB Braz Giuseppe Fedrigo, localizada no bairro Santa Luzia - e ressaltar a importância do apoio dos vereadores e da população charqueadense na área da educação.

 

O projeto voluntário de iniciativa da educadora, que envolveu pais de alunos, professores e a direção da referida escola, teve como premissa a pintura de salas de aula visando ao bem-estar dos estudantes e educadores da instituição. A ação também contou com o apoio da secretária de Educação, Cláudia Zanatta.

 

“No ano passado, lecionando na escola Braz Giuseppe Fedrigo, observei que ela estava com as pinturas das paredes bem precárias, e as salas são pequenas; então, procurando o bem-estar para nossos alunos, o bem-estar para nós, professores, desempenharmos um bom trabalho, tive a ideia de pintar as salas. Comuniquei a então diretora, Graziela Chiarini, que me apoiou. O ano foi passando, aconteceram outras coisas, e, por fim, não conseguimos fazer o projeto acontecer em 2018, mas sim nas férias escolares (janeiro 2019). Foi então que um pai e uma mãe de alunos me procuraram e também se colocaram à disposição do projeto aos fins de semana. Entramos em contato com a secretária de Educação, Cláudia Zanatta, e eu comentei que se ela conseguisse as tintas eu conseguiria articular com os pais para fazermos o trabalho voluntário, e assim foi feito”, disse Roberta na tribuna livre.

 

O Corrente do Bem, segundo a professora, contou com a colaboração de 10 pessoas, aproximadamente, que colocaram em ação serviços de verdadeiros pintores. A intenção agora é expandir a iniciativa para outras escolas municipais.

 

Roberta também aproveitou a ocasião para pedir mais apoio e iniciativa, tanto dos vereadores quanto dos cidadãos, frente às necessidades com que cada um se depara. “Eu queria pedir apoio para vocês (vereadores e população), porque se a gente ficar procurando culpado (para cada contratempo) a gente não vai sair do lugar; então se existe um problema vamos tentar resolver, não adianta só reclamar”, enfatizou. “Eu coloco a mão na massa e agradeço imensamente aos pais, às professoras, à secretária de Educação, que me apoiaram. E espero continuar com o projeto e levá-lo para outras escolas também, porque a escola é da comunidade. A gente não pode separar a escola dos pais. Mesmo aqueles que não têm filhos; eu mesma não sou mãe, mas se eu tivesse um filho gostaria que ele estudasse em um lugar confortável, adequado, então como eu quero isso eu não fico esperando, e sim, corro atrás. E graças a Deus sozinha eu não faço nada, mas tenho por perto pessoas maravilhosas”, acrescentou.

 

A educadora ainda chamou a atenção para a importância da educação como meio de promover mudanças significativas no país. “Nós, da Educação, precisamos de apoio. E não só em Charqueada, isso a nível Federal. Porque a educação no Brasil está ficando de lado, não está sendo prioridade. E é por meio da educação que a gente consegue mudar alguma coisa. Vejam os países europeus, por que eles estão num outro cenário (a nível educacional)? Porque a prioridade é a educação. Com educação conseguimos prevenir a violência, trabalhar a saúde, a estrutura familiar”, afirmou.

 

E mais uma vez destacou o mérito de se fomentar a mudança por meio de atitudes, e não apenas de reivindicações. “Ao invés de reclamar vamos fazer a diferença, porque só fazendo a gente tem a capacidade e o respeito para cobrar alguma coisa”.

 

Ao final de seu discurso, sobre o projeto em questão, concluiu: “Eu sou, aqui, só a voz porque esse projeto não é meu, é nosso, por isso se chama Corrente do Bem - vamos dar as mãos, cada um com sua habilidade”.


Publicado por: Alinne Schmidt

Cadastre-se e receba notícias em seu email