Histórico do Município de Charqueada

HISTÓRICO – Em 1.859, as terras, onde provavelmente está localizado o município pertenciam ao Sr. Luís Antonio de Souza Barros, que também era proprietário de uma colônia denominada São Lourenço. São dessas mesma época, as fazendas Covitinga e Buri, que mais tarde passou a chamar-se Bery, e a Fazenda Santo Antonio. As duas primeiras tiveram como um dos seus mais antigos proprietários, o Dr. José Elias Pacheco Jordão; a última era de propriedades do Sr. Elias Silveira Leite .

Uma escritura de cartório do primeiro ofício de Piracicaba menciona o nome de Uacuri, para as terras que talvez constituíram a zona de Charqueada. Uacuri, segundo Plínio Airosa, em “Noções de tupi”, significa : Ua = haste, talo, Caule, e curi = pinhão, pinheiro .

ORIGEM DO NOME – Sendo a zona um sertão bruto e de caça abundante, atraia numerosos caçadores que certa vez tiveram que Charqueada a carne para não perde-la, daí surgindo Charqueada, lugar onde foi feita a Charqueada.

Por volta do ano de 1.886, as pontas dos trilhos da Ituana, mais tarde E.F. Sorocabana, atingiam Charqueada, fazendo aí ponto terminal, até quando chegava à São Pedro.

Quando a Ituana estava em construção em Charqueada, o Sr. Luís Antonio de Souza Barros construiu uma casa para armazém de secos e molhados e hospedaria, nas imediações da estação . Existia também, no local um rancho de pousada para tropeiros, transformado, depois em acampamento dos operários que trabalhavam nas construção da Estrada de Ferro. Alguns anos depois, o armazém era vendido a Paulino Teixeira Escolar, que por sua vez, vendeu-o a Antonio Furlan, homem benemérito e considerado o legítimo fundador de Charqueada . A partir de 1894, Antonio Furlan montou uma olaria e deu início a construção de casa para hotel, para pedreiro, ferreiro e farmácia. Montou, também uma máquina de beneficiar café e arroz e uma serraria; adquiriu arados que foram utilizados pela primeira vez na região. Dentre as famílias que povoaram o local e que eram constituídas de lavradores, ferreiro, pedreiros, oleiros, etc. Destacamos os D'alprat, Lorandi, Di Bene, Ciaramello, Callegaro e Roccia e muitas outras .

Em 1.901, foi construída e instalada a primeira escola Primaria Municipal, pelo Sr. Antonio Furlan, que Também pagava os vencimentos da primeira professora, Senhora Carolina de Oliveira Cintra, até 1.907, quando a prefeitura de Piracicaba assumiu o encargo. Entre 1902 e 1903, Antonio Furlan fez construir a primeira capela. Em 1.905, 27 setembro, era criado o Distrito Policial e, em 1.907, a Paróquia. Os terrenos necessários para a construção da igreja matriz e do cemitério foram doados por José Ferreira de Carvalho. O distrito de paz, de Charqueada foi criado no município e comarca de Piracicaba, pela Lei N.º. 1.251, de 18 de agosto de 1.911, sendo o primeiro Juiz de paz, o Sr. Antonio Furlan e o primeiro escrivão, Antonio Cintra . Foi elevado a Município na mesma comarca, com sede na Vila de Igual nome e com o território do respectivo distrito, pela Lei N.º. 2.456, de 30 de dezembro de 1.953, posta em execução em 01 de janeiro de 1.955. O município ficou construído de um único distrito, o de Charqueada.